Setembro Amarelo – Precisamos falar sobre isso!

Mike Emme foi o americano que deu origem ao movimento Setembro Amarelo. Mike era conhecido por sua personalidade carinhosa e habilidade manual: ele havia restaurado e pintado de amarelo um Mustang 68, que virou sua marca pessoal. Porém, em 1994, quando Mike tinha 17 anos, ele cometeu suicídio. Infelizmente, nem a família, nem os amigos perceberam que havia algo que não estava bem. Em seu funeral, os amigos montaram uma cesta de cartões e fitas amarelas com a mensagem: “Se precisar, peça ajuda”.
Esse gestou ganhou repercussão na imprensa, e diversos jovens passaram a utilizar cartões amarelos para pedir ajuda a pessoas próximas. A fita amarela foi, então, escolhida como símbolo da campanha que incentiva aqueles que têm pensamentos suicidas a buscarem ajuda. Em 2003, a Organização Mundial da Saúde (OMS) instituiu o dia 10 de setembro para ser o Dia Mundial da Prevenção do Suicídio.
Na cor amarela dessa campanha, vemos o amarelo do Mustang de Mike, que nos lembra que aquele que pensa em suicídio não quer morrer: quer mudar uma situação que considera imutável. As pessoas certas podem ajudar! 💛

Pensando nisso, durante todo o mês de setembro, viemos trabalhando com os alunos a importância desse tema.
Por isso, foram realizadas diversas atividades que trabalham esse tema.

Segue abaixo o que cada turma realizou:

Jardim II: Foi realizado juntos com os alunos um desenho deles no papel Kraft, onde eles desenharam sobre as partes do corpo humano. Fechamos a atividade com uma roda de conversa sobre o cuidado com o nosso corpo, aonde não podemos deixar as pessoas tocarem.

1º: Trabalharam as cores das emoções. Em uma roda de conversa falaram dos seus sentimentos. Além disso, assistiram o vídeo “Acredite em você”. E por fim, realizaram uma atividade de arte onde escreveram palavras positivas.

2º: Iniciaram o Projeto Setembro Amarelo, falando sobre as emoções. Então, realizaram uma roda de conversa e juntos criaram uma tabela de cores para a emoções e cada criança pintou em uma folha as emoções que sentiram neste momento de isolamento e retorno as aulas. Após as crianças foram convidadas a falar sobre a emoção mais forte que sentiu, e dizer o porquê isso ocorreu. Depois, em aula para falar sobre a Tristeza assistiram o curta: “Fragmentos”. E após, em roda de conversa, as crianças foram convidadas a pensarem em o que podemos fazer para ajudar “o outro”. Eles escreveram frases motivacionais em lâmpadas, simbolizando a luz que podemos doar.

3º: Após assistirem vídeos que retratam como lidar com nossas emoções realizamos por meio de desenhos representar nossas emoções criando monstrinhos sobre nossos medos, angústias, tristezas, o amor e a coragem. Para encerrar a atividade, eles criaram os dois monstrinho; do AMOR e da CORAGEM.

4º: Os alunos confeccionaram uma árvore com recorte e colagens de bons sentimentos. A atividade foi integrada com a matéria de Arte. Durante as aulas, eles conversaram bastante sobre a importância de semear bons sentimentos, e aprender lidar com as nossas emoções e pensamentos negativos.

5º: Os alunos criaram bonecos Ribambelles, escreveram palavras carinhosas com intuito de passar para as pessoas que nenhum de nós é tão bom quanto todos nós juntos. A atividade foi integrada com a matéria de Arte.

Além dessas atividade, o colégio promoveu palestras para discutir as emoções com os pais, intituladas: Palestras Setembro Amarelo.

Também, foram criados alguns conteúdos nas redes para discutir esses assuntos, como esse post: Como cuidar da saúde mental o ano todo.

E por fim, incentivamos a criação de uma campanha para o Setembro Amarelo, que foi postado nas redes sociais, e para conhecer a campanha, clique aqui: Torneio CMA Edição Setembro Amarelo.

Primeiramente, gostaríamos de parabenizar todos os alunos que participaram desse torneio! Continuem a desenvolver criações incríveis e a exercitar a sua criatividade, pois temos certeza que chegarão muito longe.

Nessa edição do Torneio CMA, os alunos tiveram que criar um vídeo para a Campanha do Setembro Amarelo, de prevenção ao suicídio. A aluna vencedora dessa categoria foi a Maria Luiza do 8º ano.

Confiram o vídeo que ela criou:
Campanha – Setembro Amarelo

É preciso agir!

A campanha solidária Educação na linha de frente da fome continua. Para ajudar na divulgação, os alunos tiveram o desafio de criar um manifesto.
Parabéns a todos pelo empenho na criação dessa atividade. Porém, uma aluna criou o manifesto que se tornou nosso. A aluna vencedora do Torneio CMA edição “Manifesto contra fome” foi a Grazielle do 2º Ensino Médio.

Confiram o texto que ela escreveu:

“Você já sentiu fome? Já foi para algum lugar com seus pais e ficou esperando por horas a fio enquanto eles resolviam alguma coisa? Sabe aquele momento em que a fome aperta, quando seu estômago se contorce?

A sensação é horrível, certo? Agora imagine passar por isso diariamente, onde não apenas parece que você não come há dias, mas a realidade é que você não se alimentou. Imagine perder o sono no meio da madrugada, porque seu estômago não para de roncar e implorar por alimento. Consegue imaginar se passando por isso? Acredito que a resposta seja um não fervoroso, mas essa é exatamente a situação de muitas famílias e moradores de rua do Brasil. Por isso, deixo aqui meu apelo.

Fomos agraciados com a oportunidade de ter um alimento na mesa, e ainda de poder fazer pequenos “lanches” entre as refeições, logo, além de agradecer todos os dias por essa dádiva, devemos compartilhar a alegria que é comer com aqueles que não podem ter esse prazer. Tenho certeza de que aquele pão dormido que iria parar no seu lixo deixaria alguém necessitado extremamente feliz.

Sendo assim, comovidos pela atual situação da nossa população, estamos realizando a campanha: A educação na linha de frente contra a fome. Junte se a nós, faça a diferença em nosso bairro, pois alguém que tem mais poder aquisitivo, um pacote de arroz, feijão, óleo, enfim, itens da cesta básica não é quase nada, por isso convido vocês a doarem a maior quantidade de alimentos que possam! Para participar, basta fazer a entrega na porta do Colégio Mundo Atual. Não bastar refletir, temos que AGIR!”

Incrível né?

Confira o nosso vídeo da campanha para entender o que estamos fazendo: Vídeo da campanha

Os efeitos da pandemia são devastadores. Além das centenas de milhares de vidas que foram e (infelizmente) ainda serão levadas, milhões de vidas têm sofrido cotidianamente com a falta de alimentação. São incontáveis pais e mães que não conseguem alimentar seus filhos. Podemos imaginar o desespero deles ao verem suas crianças chorando de fome em um lar com panelas e pratos vazios e um coração cheio de medo e de angústia. Nós temos a possibilidade de ajudar. Assim, nossa escola está desenvolvendo uma campanha de doação de alimentos para diminuirmos a fome dessas famílias. Sabemos muito bem que a educação sempre alimenta o melhor de cada um de nós e que um de seus principais nutrientes é a consciência. E essa consciência nos mostra que é hora de ajudarmos a alimentar quem está passando fome.
Participe. Doe.

De 27/05 à 16/06.
Endereço: Rua Professor Francisco Pinheiro, 300.

Primeiramente, gostaríamos de parabenizar todos os alunos que participaram desse torneio! Continuem a mergulhar no universo dos livros e da escrita, pois temos certeza que chegarão muito longe.

Na categoria 8º e 9º do Torneio CMA edição livros, os alunos tiveram que reescrever o final do livro O Pequeno Príncipe. A aluna vencedora dessa categoria foi a Selma H. do 9º ano B.

Confiram o texto que ela escreveu:

“O Pequeno Príncipe tinha princípios e sua preocupação era ter cuidado com o sentimento das pessoas. O piloto se tornou seu amigo quando o salvou da picada da cobra, preparando um remédio que o curou.
A partir daí, os dois puderam visitar todos os planetas e vivendo na Terra e descobriram todas as maravilhas do planeta.
A amizade dos dois fez com que todos que estavam ao seu redor percebessem, que devemos olhar além das aparências e se identificar com o que as pessoas têm de bom a oferecer.
Existem muitos príncipes no mundo, é só percebê-los.
Cobras também existem muitas, mas cabe a nós nos afastarmos delas.”

Primeiramente, gostaríamos de parabenizar todos os alunos que participaram desse torneio! Continuem a mergulhar no universo dos livros e da escrita, pois temos certeza que chegarão muito longe.

Na categoria Ensino Médio do Torneio CMA edição livros, os alunos tiveram que escrever uma análise crítica do livro Auto da Compadecida, de Ariano Suassuna. A aluna vencedora dessa categoria foi Karina C. do 3º ano do Ensino Médio.

Confiram o texto que ela escreveu:

“Uma obra de Ariano Suassuna, que se tornou filme e cativou o Brasil, com uma história do sertão do brasileiro, explicitando toda a seca, fome e a dificuldade da população.
As personagens principais, João Grilo e Chicó, tentam sobreviver com todas as dificuldades, João Grilo sendo esperto e enganando a todos, assim conseguindo dinheiro para viver, Chicó com suas histórias que ele não sabe como foi, mas sabe que foi assim, sua covardia e medo que traz um teor humorístico a obra.
Uma dupla de personagens que se completam, creio que toda a graça está no jeito em que os dois lidam com as adversidades da vida difícil que levam.
Está escancarada a difícil vida das personagens e toda a corrupção dos padres, que dão prioridade para os detentores das fazendas e terras.
A obra critica a posição da igreja perante a sociedade, que por muitas vezes é injustiçada por não ter poder aquisitivo.
Vimos que a esperteza de João Grilo sempre supera a arrogância e a agressividade dos personagens como o cangaceiro, o Major Antônio, o Padeiro, o Vicentão e o Cabo Setenta.
É válido citar a que foi utilizada na obra de Suassuna, uma linguagem regional, assim seguindo a risca o local onde se passa a história.
Uma história regada de humor e por sua vez, muito bem projetada, pois depois de todos os pecados que as personagens cometem, temos o julgamento, parte importante para a reflexão do leitor e do telespectador, apesar da mulher do padeiro lhe trair, o padeiro ser um péssimo patrão, o padre e o bispo serem corruptos, João Grilo incitar o roubo e assassinato, mentir e enganar, Suassuna traz a reflexão que todos são humanos e que comem erros, pois assim lhe foi concedido o perdão. Humanizando as personagens e comovendo os telespectadores.
Uma obra com riqueza de detalhes do sertão brasileiro que vale a pena conferir.”

Primeiramente, gostaríamos de parabenizar todos os alunos que participaram desse torneio! Continuem a mergulhar no universo dos livros e da escrita, pois temos certeza que chegarão muito longe.

Na categoria 6º e 7º do Torneio CMA edição livros, os alunos tiveram que reescrever o final do livro Chapeuzinho Vermelho. O aluno vencedor dessa categoria foi o Davi C. do 6º ano B.

Confiram o texto que ele escreveu:

“Certo dia uma garota estava em casa quando sua mãe lhe disse:
– Filha venha aqui na frente de casa!
– Você pode levar esses biscoitos a casa da sua avó, por favor? Então sua filha disse:
– Sim eu posso mãe.
A menina foi pelo bosque na estrada de terra. Ouvira boatos de seus amigos que havia um lobo com forma de homem na floresta. E acreditava que era uma tremenda baboseira. Isso é história para as crianças não irem ao bosque sozinhas.
Porém meio do caminho ao longe viu uma sombra de um homem ao se aproximar percebeu que era peludo então resolveu pegar um atalho, mas com isso desviou-se um pouco do caminho. O que ela não sabia é que o atalho era para a madeireira então falou:
– Acho que não vi direito a placa por causa da neblina espessa então voltou pensativa. O lobo já deve ter ido embora. Mas, no caminho ouviu gritos e então apertou os passos ao chegar bateu na porta, bateu, bateu, bateu…
E nada! Então entrou sem pedir e pegou o lobo com forma de humano devorando sua avó, ao perceber que a menina ali estava correu atrás dela pela mata.
Sem perceber chegou a madeireira e que os funcionários tinham ido embora assim ela abriu uma sala dos funcionários e viu uma arma, pois na região haviam animais perigosos. Não pensou duas vezes pegou o rifle e o carregou quando viu a sombra da besta deu um tiro gritando:
– Vá tentar comer os três porquinhos! Mas quando se aproximou viu que não era um lobo mau e sim um mutante canibal. Voltou correndo para casa. Essa história aconteceu no Brasil na Floresta Amazônica, não era totalmente explorada por isso, apenas a chamavam de bosque.
E é por isto que queimam as florestas pois pensam que podem haver mais alguns daqueles mutantes famintos.”

No dia 23 de abril é comemorado o Dia Mundial do Livro, e foi em 1995, no XXVIII Congresso Geral, em Paris, que a Unesco escolheu essa data para comemorá-lo.

A data em si tem como objetivo encorajar todas as pessoas, especificamente os jovens, a se aventurarem e descobrirem os prazeres da leitura, e ainda conhecer o trabalho e contribuição de autores de livros ao longo dos séculos.

Pensando na importância para a formação dos alunos, resolvemos dedicar o mês de abril aos livros. Por isso, foram realizadas diversas atividades que trabalham esse tema.

Segue abaixo o que cada turma realizou:

Pré-escola: Para incentivar os alunos com o Mundo Encantado da Leitura, a turma desenvolveu um livro. Alguns alunos criaram o seu o seu próprio livro, e outros elaboraram uma releitura do seu livro favorito.

1º ano: A turma do primeiro ano fez uma releitura da capa do livro “O Curumim” de Ingrid Biesemeyer Bellinghausen. Os alunos observaram que a capa do livro além de conter informações como: autor, título e editora, transmite uma ideia da história, revelando parte de um mistério, fazendo com que o leitor a queira desvendar o que existe por de trás da capa: a história!

2º ano: A turma fez leituras de contos, fábulas, histórias do dia a dia, para que a criança tenha prazer na leitura, além de realizarem pesquisas para entender a história por trás da comemoração do Dia do Livro. Foi solicitado que as crianças escolhessem, em sua coleção particular, seu livro preferido e desenhasse a parte da história que mais gostam, e registrassem a legenda de seu desenho.

3º ano: A turma realizou uma roda de leitura com apresentação do livro de acordo com o tema. Além disso, os alunos representaram os personagens, um fato importante, e o local que se passa a história, em formato de história em quadrinhos, descrevendo o título do livro, e criando uma ficha descritiva divertida.

4º ano: Sabendo a importância da leitura os alunos do 4º A e B, escolheram um livro já lido por eles e escreveram um parágrafo mudando o final da história. Além disso, eles realizaram uma apresentação para os amigos da classe com as principais informações do livro como: título, autor, ilustrador, editora e ideia principal do livro.

5º ano: As turmas do 5º A e B compreendem que ler estimula a criatividade, trabalha a imaginação, exercita a memória, contribui com o crescimento do vocabulário, melhora na escrita, além de outros benefícios. Por este contexto desenharam a parte que mais gostaram do livro favorito deles, escreveram um parágrafo incentivando outras pessoas a lerem sua indicação, com intuito de compartilharem suas experiências, através de uma apresentação de slides.

O Dia Internacional da Mulher é hoje! Mas você sabe por que ele é tão importante? Vamos contar um pouco da história para vocês.

Primeiramente, o dia 8 de março simboliza a luta histórica das mulheres em busca de melhores condições, como a equiparação à dos homens por meio de manifestações, greves, comitês e toda mobilização política ao longo do século XX. A data foi oficializada pela Organização das Nações Unidas na década de 70, mais precisamente no ano de 1975.  

A primeira história que narra a importância dessa data ocorreu em 8 de março de 1857, quando 129 operárias morreram carbonizadas em um incêndio ocorrido nas instalações de uma fábrica têxtil na cidade de Nova York. Esse acontecimento é bastante lembrado, porém, ele não aconteceu dessa forma.

O incêndio real, que dá início a essa grande luta, ocorreu em Nova York, no dia 25 de Março de 1911, na Triangle Shirtwaist Company e vitimou 146 pessoas, 125 mulheres e 21 homens. Sendo muito significativo, pois evidenciou a precariedade do trabalho no contexto da Revolução Industrial.

É importante lembrar que o Dia Internacional da Mulher não foi criado por influência de uma tragédia, mas sim, por décadas de engajamento político das mulheres pelo reconhecimento de sua causa. Entretanto, a escolha do dia 8 de Março, por sua vez, está relacionada com a greve das operárias russas de 1917, quando um grupo foi às ruas para manifestar contra a fome e a Primeira Guerra Mundial.

Diante de tantos fatos históricos, podemos entender que a data de hoje representa a luta diária das mulheres do mundo por condições melhores de atuação em todas as áreas. Ainda há muito para fazer e construir, por isso, as celebrações são importantes para todas nós.

Dia Internacional da Mulher: Atividades no Colégio

Pré-escola:  Irá trabalhar o tema ‘Mulheres que inspiram!’ Os alunos confeccionaram uma nave espacial e a figura da mulher para representar Valentina Tereshkova a primeira mulher e cosmonauta que realizou uma viagem ao espaço. 

1º ANO: Cada criança escolheu uma mulher do seu convívio social para representá-la com desenho, trabalhando as características e adjetivos da mulher que escolheram para homenagear.

2º ANO: Através da reflexão dos alunos sobre a importância do dia 08 de março, eles homenagearam as mulheres que conhecem, confeccionando e entregando à  cada uma que admiram, um cartão com frases que relatam o que sentem. 

3º ANO: Valorização da figura feminina, mostrando por meio da música o lado sensível, o lado forte, o lado emocional de toda mulher. 

4º ANO: Representação de resistência, tradição e poder feminino através das bonecas Abayomi. A boneca Abayomi é um objeto simples, que carrega muito significado e história. 

5º ANO: Os alunos estarão homenageando as mulheres que fizeram a diferença e marcaram a história em diversas áreas, da ciência à luta pelos direitos, ou seja, por suas ideias, suas atitudes, se opuseram às restrições impostas à mulher, quebrando paradigmas e influenciando a mudança do pensamento das pessoas de seu tempo e também das que viriam depois. 

6º ANO: Vão recriar uma foto da mulher que inspira a vida deles em formato de retrato (desenho) e adicionar ao retrato uma frase que essa mulher diz que lhes inspira. 

7º ANO: Destacar os nomes importantes das mulheres que fizeram a diferença na história da humanidade: Escritoras, pintoras, artistas de um modo geral, atrizes, ativistas, poetisas etc.

8º ANO: Irão trabalhar a desconstrução de padrões impostos pela sociedade: Padrão de beleza e padrão de profissões. 

9º ANO: Como inspiração a famosa e icônica imagem – We can do it – Rose Rebitadeira e unido ao trabalho de técnicas da Pop Art, afirmando através de um símbolo ou propriamente dita, a representação de uma mulher que nós podemos fazer isso. 

1ºE.M: Vão criar um Ready Made somado a Arte Conceitual.  Além do Ready Made, eles irão explicar o que é usando a parte da arte conceitual somando ao tema: Dia internacional da mulher.  

2º e 3º EM: Através das imagens e vídeos com frases para exaltar a mulher moderna,  serão transformadas em Meme. 

O grande dia chegou! Estamos muito felizes com o retorno das aulas. Hoje, faz parte da nossa rotina uma nova adaptação, por isso nos preparamos para receber cada um de vocês com todo cuidado e segurança.

Vamos às medidas tomadas para que o sistema híbrido seja mais seguro?

As aulas serão aplicadas em um sistema híbrido e simultâneo, ou seja, os alunos que estiverem em casa poderão acompanhar todo o conteúdo pela plataforma digital, e os demais estarão na sala de aula, conforme as orientações do Plano de Governo do Estado de São Paulo. 

Para que isso fosse possível, as salas de aulas passaram por transformações importantes. Foram equipadas com computadores, webcams e projetores para que as transmissões ofereçam toda a qualidade e segurança necessária, e todos os alunos tenham acesso facilitado a todas as matérias através da plataforma digital.

Cada turma será dividida em 3 grupos que por meio de escalonamento irá comparecer presencialmente 1 grupo por vez, 2 dias seguidos. As quartas-feiras ficarão livres para que ocorra a higienização de nosso Colégio.

Os professores farão o uso de máscaras a todo o momento, e foram orientados a passar todas as informações de seguranças aos nossos alunos. Já nossos espaços estão preparados com todos os equipamentos necessários como tapetes higienizadores, kits de limpeza, sinalizadores de distanciamento e totens de álcool em gel.

Nosso desejo nesse momento é oferecer as melhores condições para que os alunos sejam acolhidos nesse período tão importante, com a finalidade de  garantir a integridade física, mental, psicológica e social de toda a comunidade escolar. E não poupamos esforços para alcançar esse desejo.

Agora que você está por dentro de todas as medidas de segurança, é necessário que você faça a sua parte. Há novos desafios e novos aprendizados. Vamos voltar à escola com responsabilidade, com segurança, e com muito amor!

Chegou a hora dos grandes protagonistas voltarem, nossos alunos! 

Contamos com a colaboração de todos!

Aproveite e assista ao nosso novo vídeo no youtube! Se inscreva no canal do CMA, curta e compartilhe o vídeo com os seus colegas! 

Ficha de matrícula


    SimNão



    SimNão

    SimNão

    IndicaçãoRedes SociaisOutro meio

    Vínculo com a família

    Acreditamos firmemente que a união entre o Colégio e a família é essencial para que o aluno tenha um desenvolvimento educacional completo e tranquilo. Um dos benefícios entre a proximidade Família e Escola, é poder, juntos, alinhar as expectativas em cima do ensino e da evolução das habilidades socioemocionais, que tornarão os alunos em membros críticos e ativos da comunidade, afinal o objetivo comum dessa relação é oferecer ao aluno, boas condições de crescimento e aprendizagem.

    Dedicamo-nos sempre para ter um convívio próximo com os pais, de forma que estejam sempre cientes dos passos de seus filhos no colégio. É através de contatos on-line e pessoais, sejam eles pré-agendados ou no dia a dia normal da escola, que todas as áreas do colégio buscam fortificar esse vínculo e sempre e colocar-se à disposição das famílias. Para que o contato seja constante e efetivo, assim, independente do formato, no colégio, buscamos sempre envolver as famílias na nossa cultura de ensino humana.

    Projetos e eventos

    Durante todo o ano letivo realizamos diversos eventos e projetos pedagógicos que contam com muito envolvimento da família e da comunidade. Esses projetos e eventos são fundamentais para o desenvolvimento de habilidades e competências necessárias para os alunos, de maneira mais eficiente do que no dia a dia da escola, e por isso se tornam um pilar importante da nossa proposta educacional.

    Eventos como Feira Cultural e Festa Regional oferecem um momento único para reunir no colégio, todas as pessoas responsáveis por dar vida ao processo educacional dos alunos, e são tão impactantes na vida dos estudantes, que comumente contam com a presença de diversos aluminis. O jeito Mundo Atual de fazer educação preza pela dedicação e amor em todos os momentos, fazendo com que os eventos realizados sejam uma ótima oportunidade para mostrar para toda a comunidade escolar, o quanto que os nossos alunos são capazes de expressar seus conhecimentos e habilidades.

    Além, projetos pedagógicos realizados durante as aulas e no dia a dia do colégio, também se mostram importantes, pois diversificam o modelo das aulas e o clima no colégio e com os seus diversos formatos, desafiam os alunos a realizarem atividades e solucionar problemas. Projetos como Webdesafio e Páscoa Solidária são exemplos de como momentos desafiantes unem a comunidade escolar e trabalham tanto o pedagógico, quanto a solidariedade com os alunos.

    Ensino humano

    Uma das características mais marcantes da sociedade moderna tem sido o rompimento dos padrões e sua capacidade de produzir e se adequar às mudanças sociais. Acredita-se que educar não é apenas instruir, mas oferecer uma experiência significativa que prepare o aluno para a vida. Considerando esses pontos, o pilar de Ensino Humano, busca justamente enxergar o aluno como um ser humano único, com uma tratativa repleta de cuidado e afeto.

    Essa atuação é concretizada com a nossa cultura escolar, que sempre incentiva o envolvimento de todas as partes da nossa comunidade, tendo por consequência a sensação de lar no nosso ambiente físico. O ensino de habilidades socioemocionais e socioambientais complementam essa cultura.

    Em todas as frentes do colégio, do pessoal de atendimento à direção, da inspeção de alunos à coordenação, e todos as outras áreas, fazemos o possível para auxiliar no ensino dos alunos, de forma que a preocupação não é só a educação formal, mas inclusive a cívica, ética e socioambiental. Entendemos que estamos moldando cidadãos que ajudarão a melhorar o mundo, e todos fazem parte desse processo.

    Base legal

    Assim como descrito no valor de Integridade do Colégio, trabalhamos de maneira íntegra no cumprimento das leis, por isso que uma base legal forte é um dos pilares da nossa proposta educacional. Juntamente com a culta escolar humana, baseamo-nos na ideia justiça e equidade para trabalhar e para ensinar os nossos alunos, para que assim se tornem cidadãos éticos. Todos os processos realizados no Colégio são norteados pelas leis e normas determinados pelos órgãos responsáveis.

    Uma dessas normas que influencia toda a proposta educacional é a BNCC (Base Nacional Comum Curricular), que determina quais são os conteúdos que serão passados aos alunos em cada um dos anos de sua carreira escolar. Além, essa regulamentação tem um perfeito casamento com a nossa metodologia, abordagem e sistema de ensino que buscam sempre aperfeiçoar habilidades e competências fundamentais dos alunos.

    Componentes curriculares

    Os componentes curriculares seriam como os ingredientes chave dessa receita de sucesso. Evidente que junto deles, todos os outros pilares seriam partes importantes, porém, os componentes são conteúdos indispensáveis determinados pelo governo para a educação básica. Observe como dividimos nos seguimentos os componentes curriculares:

    • Educação infantil
    • Educação fundamental (anos iniciais)
    • Educação fundamental (anos finais)
    • Ensino médio

    Metodologias ativas

    A Metodologia Ativa de Aprendizagem é uma concepção educacional que coloca os estudantes como principais agentes de seu aprendizado. Os benefícios dessa metodologia consistem em desenvolver a autonomia, confiança, protagonismo, colaboração, senso crítico, empatia e responsabilidade do aluno. Por isso, ela se torna um pilar essencial na nossa proposta educacional.
    Essa metodologia é composta por 5 elementos, e todos são utilizados de forma que complementa a própria avaliação de desempenho ao final de cada trimestre, pois abordam áreas importantes no desenvolvimento educacional. Confia abaixo os 5 elementos:

    • Aprendizagem baseada em projetos: desafia os alunos a adquirir conhecimento por meio da solução colaborativa de projetos.
    • Aprendizagem baseada em problemas: proporciona o aluno a desenvolver capacidade de construir aprendizado conceitual, procedimental e atitudinal por meio de problemas propostos que o expõe às situações motivadoras e o prepara para o mundo.
    • Sala de aula invertida: o estudante tem acesso a conteúdo de forma antecipada, fazendo com que tenha um conhecimento prévio sobre o conteúdo a ser estudado.
    • Aprendizagem entre pares ou times: proporciona a oportunidade, seja em um estudo de caso ou em um projeto, que os alunos resolvam os desafios e trabalhem juntos, o que acreditamos ser benéfico na busca pelo conhecimento, e no mercado de trabalho.

    Tecnologia

    A tecnologia se torna um pilar importante na nossa proposta educacional, ao passo que ela faz parte do dia a dia de nossos alunos. Uma das nossas abordagens de ensino é o incentivo do seu uso de maneira consciente e responsável. Os nossos professores instigam os alunos a aprender a buscar informações confiáveis e de qualidade na rede, além de utilizar na explicação de conteúdos e na avaliação dos conhecimentos, a plataforma Plurall.

    Além disso, o colégio conta com uma estrutura física tecnológica que auxilia na concretização do modelo de aprendizagem que une o mundo digital com o concreto, como sala de informática, projetores nas salas de aula, netbooks e lousas digitais

    Sistema de ensino Anglo

    O sistema de ensino que escolhemos utilizar no Colégio é o Anglo. Ele associa a experiência e conhecimento dos professores que por ele passaram ao talento e garra dos seus sucessores e daqueles que estão chegando, completamente sintonizado com as novas diretrizes do MEC. O seu lema inicial – “Aqui se ensina, aqui se aprende” – permanece em vigor, e a sua meta é uma só: ensino de qualidade, sendo um ótimo casamento com os nossos objetivos.

    Esse sistema de ensino caracteriza-se pela constante inovação e pioneirismo em mudanças marcantes na história da educação básica do país. Conta com um material didático completo que trabalha todas as habilidades e competências necessárias para que tenham uma carreira escolar invejável. Além, dispõe de uma plataforma de ensino digital, o Plurall, que é repleta de materiais como vídeos, listas de exercício, apostilas digitais, e outros, para complementar os estudos dos alunos.

    O Anglo é percursor na busca por uma educação mais conectada com o dia-a-dia dos alunos, e alcançou renome nacional defendendo os conceitos de contextualização e interdisciplinaridade. E a regra de ‘aula dada, é aula estuda’, muito utilizada pelas escolas do sistema de ensino Anglo, se tornou um dos nossos dizeres no colégio.